Federico Baudelaire - Viagens IN Sanas pelo paraíso das Metrópolis


06/09/2006


Escrito por Federico Baudelaire às 13h25
[ ] [ envie esta mensagem ]

Desencontrários

Mandei a palavra rimar,
ela não me obedeceu.
Falou em mar, em céu, em rosa,
em grego, em silêncio, em prosa.
Parecia fora de si,
a sílaba silenciosa.

Mandei a frase sonhar,
e ela se foi num labirinto.
Fazer poesia, eu sinto, apenas isso.
Dar ordens a um exército,
para conquistar um império extinto.

Paulo Leminski

Escrito por Federico Baudelaire às 13h23
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web: